Meu Carrinho

Carrinho vazio
Você ainda não adicionou produtos.

Atendimento 55 11 2225-8518

Cuidados importantes para prevenção da osteoporose

por .

Dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde apontam que a osteoporose, doença que enfraquece os ossos e que propicia fraturas no corpo, atinge de 13% a 18% das mulheres acima de 40 anos. Ainda de acordo com a OMS, as faltas de cálcio e vitamina D no organismo são os principais fatores para a contração da doença.

Para prevenir a osteoporose, é necessário o acompanhamento médico seguido de exames preventivos, dentre eles a densitometria óssea. O procedimento, por medir a densidade mineral dos ossos a fim de com pará-la aos padrões da idade e sexo do paciente, é a principal maneira de dar o diagnóstico da doença.

São avaliadas a região próxima do fêmur, o terço distal do rádio e a coluna lombar. Isso porque essas áreas são as que mais estão sujeitas ao risco de fraturas. O método apresenta duas vantagens importantes: são rápidos e produzem uma baixa exposição à radiação, chegando a ser até dez vezes menor que a exposição gerada por uma radiografia normal de tórax. Além disso, o procedimento é indolor. Basicamente, seus ossos são comparados com o de uma pessoa jovem e saudável, para assim ser fornecido a distância da sua massa óssea da média normal.

Apesar disso, o exame não deve ser realizado nas seguintes situações:

·         Para mulheres grávidas, por conta da radiação. Caso a mulher seja diagnosticada com a osteoporose, é necessário realizar o exame somente após o nascimento do filho.

·         Pessoas com obesidade mórbida, tendo em vista que a maior parte dos aparelhos no Brasil suportam até 160 kg. Em raras exceções, suportariam até pessoas de 200 kg.

·         Não podem fazer a densitometria óssea pessoas que realizaram exame com contraste de iodo ou bário no intervalo de uma a duas semanas, tempo necessário para que seja eliminado do corpo, pois interferiria no resultado. Já em relação a exames radiológicos, como os de cintilografia, exame de diagnóstico que avalia a função e forma dos órgãos através de uma pequena quantidade de uma substância radioativa chamada de radiofármaco, devem ter um intervalo de eliminação determinado pelo médico.

·         Casos de pessoas que realizaram cirurgia ortopédica ou que possuam uma prótese extensa na região avaliada.

É recomendável a realização da densitometria óssea a cada um ou dois anos, a depender do controle da osteoporose apontada pelo seu médico. Intervalos mais curtos podem ocorrer em casos de rápida perda óssea, como em pessoas que utilizam medicamentos a base de corticoides.

Última actualização: 24/07/2017

Newsletter

Cadastre-se e receba informativos, promoções e fique por dentro de tudo que acontece na Puriflora.

Atendimento

  • Atendimento Online
  • 55 11 2225-8518

Segurança

Loja prata Boa segundo
os consumidores

  • Compra 100% Segura

Drogaria Lev Mais LTDA - ME | CNPJ: 64.667.470/0001-96 | São Paulo/SP | IE: 112.996.490.118 | CMVS: 35503080147700260517 | Farmacêutica Responsável: Ieda Maria Coelho Costa| CRF/SP: 40.449 | Rua Nova Jerusalém, 713 - Térreo - Chácara Santo Antônio - São Paulo/SP | Horário de Funcionamento: De Segunda a Sexta, das 8h00 às 20h00 e Sábado, das 09h00 às 13h. Somente o médico está em condições a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado. Qualquer dúvida sobre prescrição médica e produtos divulgados em nosso site, entre em contato através do nosso atendimento ao cliente ou pelo tel: (11) 2225-8519.